Automóvel elétrico da Tesla terá atualização de software que lhe permitirá conduzir sozinho

0

A Tesla quer reinventar o conceito de automóvel. A fabricante norte-americana de carros elétricos considera que a lógica de funcionamento e modernização dessas máquinas pode ser aproximada da de objetos como os telemóveis e os computadores – ou seja, beneficiando de atualizações de software. Foi essa a mensagem transmitida por Elon Musk, presidente da companhia, numa apresentação para os jornalistas. O evento promoveu o único veículo que a Tesla produz – o Model S – e deu a conhecer as próximas atualizações de que beneficiará: aviso de “bateria fraca”, mapeamento dos postos de carregamento e condução autónoma.

Na era da conectividade, os automóveis começam a ter semelhanças com computadores e telemóveis. Um dia, os condutores entram no carro e este está atualizado e com novas funcionalidades.

A Tesla, uma fabricante americana de automóveis elétricos que tem sido também entusiasta da tecnologia de condução autónoma, anunciou que os veículos vão receber nos próximos dias uma atualização de software que permitirá encontrar mais facilmente postos de abastecimento de energia. Daqui a alguns meses, uma outra atualização permitirá aos carros conduzirem sozinhos em autoestradas ou a baixa velocidade em propriedades privadas.

A próxima atualização vai mapear os postos de carregamento e avisará os condutores quando o carro estiver numa situação em que pode correr o risco de ficar sem energia antes de chegar ao posto mais próximo. Para além disso, a empresa diz que também foi melhorada a estimativa de autonomia, que passou a ter em conta fatores como o vento e o tipo de piso.

“Vai ser impossível ficar sem carga, a não ser que se faça isso de forma intencional”, disse o presidente da empresa, Elon Musk, na apresentação das novidades.

A autonomia dos veículos elétricos e a relativa escassez de postos de carregamento, por comparação com as bombas de combustível, têm sido um dos problemas que as empresas que fabricam carros elétricos se têm esforçado por resolver. Segundo a Tesla, os EUA e o Canadá já estão quase integralmente cobertos por uma rede de abastecimento, tal como a Europa Ocidental e do Norte. A empresa espera que ao longo dos próximos 12 meses a cobertura no território europeu seja total.

A atualização de software seguinte, que ainda não tem uma data exata, será para uma nova geração do software – será a versão 7.0 – e permitirá ao carro manter-se automaticamente numa faixa de rodagem quando estiver numa autoestrada ou via semelhante, bem como fazer sozinho pequenos percursos em áreas privadas. “É possível chamar o carro e mandá-lo de volta para a garagem”, exemplificou Musk.

Numa apresentação para jornalistas, Elon Musk frisou que o conceito de atualizar o software do carro é semelhante ao dos equipamentos eletrónicos. “Uma grande parte do que a Tesla é, é ser uma empresa de software de Silicon Valley. As pessoas acham normal que os telefones e os portáteis continuem a melhorar e esta é a abordagem que adotámos para o Model S. É uma mudança de paradigma fundamental em relação à forma como os carros têm sido feitos”, afirmou o executivo, citado pela agência Bloomberg.

O Model S é, por ora, o único modelo da empresa. Tem um grande ecrã entre os dois bancos da frente, que serve para controlar várias funções do veículo. A Tesla está a preparar dois novos modelos, um dos quais deverá chegar às mãos dos compradores ainda este ano.

Por: João Pedro Pereira | Fonte: Público | Fonte (imagem): Lucy Nicholson/Reuters

Share.
Saiba mais sobre:   Verdes

Comments are closed.