Os clássicos com um “twist” da japonesa Mitsuoka (com galeria)

0

Nascida no ano de 1968 na cidade de Toyama, a japonesa Mitsuoka registou-se como fabricante automóvel apenas no ano de 1996. Foi fundada por Susumu Mitsuoka e é conhecida atualmente por fazer automóveis clássicos – isto é, de estilo retro –, mas sempre com um toque original que marca a diferença.

Foi precisamente esse toque original que abriu portas ao reconhecimento da Mitsuoka como fabricante. Tendo como fonte de inspiração os carros ingleses dos anos 1950 e 60, os produtos finais da Mitsuoka foram considerados, durante muitos anos, meras réplicas e “personalizações” de modelos já existentes, como o Lotus Seven – estando esse estatuto de “imitador” na origem do desfasamento entre o ano de criação e o de registo da marca.

É relativamente frequente, para as marcas nipónicas, o uso de plataformas de fabricantes tradicionais do Japão (a Nissan, por exemplo, é hoje o maior fornecedor de tal produto). Tendo optado por passar a inventar estilos mais próprios, por vezes envoltos em alguma controvérsia, a Mitsuoka alcançou uma imagem exclusiva, tendo lançado modelos dos mais diversos tipos no mercado: do pequeníssimo mini-carro Microkar aos sedãs luxuosos como o Galue.

Apresentado no ano do registo da Mitsuoka como marca, o Galue foi produzido até ao ano passado e era um elegante sedã executivo ao estilo dos automóveis da Bentley e da Rolls-Royce, usando exclusivamente plataformas da Nissan em três das suas gerações. Conheceu também uma versão descapotável, que utilizava a mecânica do Ford Mustang, sendo os sedãs feitos sobre os modelos Crew, Silvia e Fuga; já o Galue 204 foi criado sobre um Toyota Corolla Axio.

Também por volta de 1996 surgiu o pequeno hatch Ray e o Nouera, outro sedã retro, este feito com a base do Honda Accord. O Ryoga apareceu dois anos depois e seguia a mesma linha de estilo do Galue, mas com a base do Nissan Sunny.

Em 2006 a Mitsuoka lançou o desportivo Orochi, com motor V6 da Toyota. Apesar do estilo, nem sempre apreciado por todos, o modelo chamou a atenção e teve algumas séries especiais. Mais recentemente, em 2010, foi lançado o roadster Himiko, feito sobre a plataforma N do Mazda MX-5, que ainda é fabricado.

O principal mercado da Mitsuoka é, como seria expetável, o Japão, sendo que também o Reino Unido se transformou num destino importante estes clássicos “exóticos”, que chegam a fazer virar mais cabeças que os modelos antigos da sul-coreana SsangYong.

Atualmente a Mitsuoka comercializa os modelos Galue 204, Viewt, Ryoga e o já mencionado Himiko.

Fonte: Notícias Automotivas | Fonte (imagens): Mitsuoka

Mime o seu clássico com a melhor proteção – a localização por GPS.

Share.
Saiba mais sobre:   Clássicos

Comments are closed.